domingo, 17 de novembro de 2013

Neoclassicismo em Portugal

14 - Novembro - 2013
Sumário: Neoclassicismo em Portugal
.............................................................................................
Gradualmente o Neoclassicismo entra em Portugal sob clara influência da arquitectura "neopalladiana" de origem inglesa, essencialmente no Porto, bastião dos interesses comerciais da Inglaterra.
Em Lisboa o Neoclassicismo surge da influência italiana, de artistas italianos instalados em Lisboa e portugueses que estudavam em Roma.
A primeira grande grande intervenção de influência Neoclássica é o plano de reconstrução da baixa de Lisboa, denominado Plano da Baixa Pombalina planeados por:
- Manuel da Maia (1677-1768)
- Eugénio dos Santos (1711-1760)
- Carlos Mardel (1695-1763)
Foi um plano marcado por enorme pragmatismo pois era emergente a reconstrução da cidade. A racionalidade, sobriedade, simetria, repartição modular e austeridade formal e tipológica.


Baixa Pombalina

Os principais edifícios Neoclássicos são:


Palácio da Ajuda, José da Costa e Silva e Francisco Xavier Fabri 1802
 Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/60/Palacio_Ajuda_Lisboa_6.JPG



Palácio de São Bento, Miguel Ventura Terra 1896-1940
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c6/Pal%C3%A1cio_de_S%C3%A3o_Bento_(Lissabon_2009).jpg



Câmara Municipal de Lisboa, Domingos Parente da Silva 1867


Teatro Nacional de São Carlos, José da Costa e Silva 1792
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/06/Teatro_Nacional_S%C3%A3o_Carlos.jpg


Teatro Nacional D. Maria II, Fortunato Lodi 1842-1846
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/0d/TeatroNacionalDMariaII.JPG/327px-TeatroNacionalDMariaII.JPG


Igreja da Nossa Senhora do Pópulo, Braga. Carlos Amarante 1775
Fonte: http://brimaquinas.com/Portfolio%5C12.jpg


Igreja do Bom Jesus do Monte, Braga. Carlos Amarante 1784-1811
Fonte:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/4e/Treppenaufgang_Bom_Jesus_do_Monte.jpg


Igreja da Ordem Terceira da Trindade, Porto. Carlos Amarante 1803
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c5/Igreja_Trindade_(Porto).jpg


Hospital de Santo António, Porto. John Carr 1769
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/36/Hospital_Santo_Antonio_(Porto).JPG


Feitoria Inglesa, Porto. John Whitehead 1785-1780
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2b/Feitoria_Inglesa_(Porto).JPG


Palácio do Carrancas, Porto. Joaquim da Costa Lima Sampaio 1795-1809
Fonte: http://www.historiadeportugal.info/historia-de-portugal/palacio-dos-carrancas/palacio-dos-carrancas%20(2).jpg

No que toca à pintura, destacam-se os artistas Vieira Portuese (1765-1805) e Domingos António Sequeira (1768-1836).

Cena Campestre, Vieira Portuense
Fonte: http://uploads1.wikipaintings.org/images/vieira-portuense/cena-campestre.jpg


D. Filipa de Vilhena armando seus filhos cavaleiros, Vieira Portuense
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Dona_Filipa_de_Vilhena.jpg


Retrato da Familia do 1º Visconde de Santarém, Domingos António de Sequeira
Fonte: http://www.museudearteantiga.pt/pt-PT/exposicao%20permanente/outras%20obras%20essenciais/ImageDetail.aspx?id=119

Na escultura destacam-se os nomes de Machado de Castro (1731-1832) e João José de Aguiar (1769-1841).


Estátua de D. João VI, Hospital da Marinha. João José de Aguiar
Fonte:http://3.bp.blogspot.com/-XdL3VH4I4pA/UTUJhF2yDlI/AAAAAAAAGjI/go8G5GlQLH4/s1600/mostra_imagem.jsp.jpg

Sem comentários:

Enviar um comentário