domingo, 9 de março de 2014

Características da pintura impressionista | O Impressionismo em Manet, Degas e Renoir.

6 - Março - 2014
Sumário: Características da pintura impressionista.
O Impressionismo em Manet, Degas e Renoir.
.......................................................................................

A pintura impressionista na sua forma singular e espontânea de expressão reproduz sensações ópticas da paisagem, gerando vibrações coloridas e luminosas dos objectos e do espaço. 
O método de aplicação da cor sobre a tela é diferente do que até então se praticava, aplicavam a cor directamente do tubo na superfície da tela em pinceladas rápidas e leves. Esta técnica proporciona cores claras e vibrantes de grande luminosidade, gradualmente abandonou-se o claro-escuro e o preto.
Os artistas impressionistas procuravam novos pontos de vista, insólitos, curiosos e pitorescos resultavam em enquadramentos inesperados.
Em 1863, o grupo impressionista saiu do anonimato e apoiados pelo Imperador Napoleão III, constituíram o Salão dos Recusados com as obras não aprovadas pelo júri do Salão Oficial do mesmo ano.
A obra "O almoço na relva" de Manet (1832-1883) foi o expoente mediático de toda a exposição de proporções escandalosas, mudou definitivamente o rumo da história da arte. Outra obra que provocou grande impacto mediático foi a obra "Olympia" também de Manet. Obras emblemáticas que exaltam o tema do nú feminino questionando todas as moralidades da sociedade contemporânea.


Almoço na relva, Manet 1863
Fonte: http://img94.imageshack.us/img94/9547/cid1d94a721882448fbaadd.jpg


Olympia, Manet 1863
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6a/Manet,_Edouard_-_Olympia,_1863.jpg


Música nas Tulheiras, Manet 1860
Fonte: http://uploads1.wikipaintings.org/images/edouard-manet/music-in-the-tuileries-gardens-1862.jpg

Edgar Degas (1834-1917)

Foi um dos grandes artistas dinamizadores das exposições impressionistas.
Enquanto artista recusou a prática da pintura en plein air, esta atitude levou à reprodução de imagens em atelier a partir de momentos da realidade. Degas além de pintor foi um grande fotografo do seu tempo, apreciava perspectivas invulgares e aleatórias muitas delas captadas das corridas de cavalos e das aulas de dança que observava.


O Absinto, Edgar Degas 1875
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/e/e8/Edgar_Degas_-_In_a_Caf%C3%A9_-_Google_Art_Project_2.jpg


Cavalos de Corrida diante das tribunas, Edgar Degas 1866-1868
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/72/Edgar_Germain_Hilaire_Degas_040.jpg



Recinto de corridas, jockeys amadores, Edgar Degas 1876
Fonte: http://0.static.wix.com/media/e085bb_3b1c7143967cda373d81d51843cda855.jpg_1024


O foyer de dança na Ópera da Rua le-Peletier, Edgar Degas 1872
Fonte: http://www.impressionist-art-gallery.com/images/Dance_Foyer_at_the_Opera.jpg

Auguste Renoir (1841-1919)

Renoir enquanto artista rompeu com a norma tradicional de representação do espaço, trocou as regras cientificas da perspectiva linear (pirâmide visual) propondo princípios puramente ópticos baseado no tratamento da luz e cor, privilegiando os efeitos luminosos, atmosferas vibrantes e superfícies transparentes. 


Baile na Moulin de la Galette, Montmartre, Renoir 1877
Fonte: http://galeriadefotos.universia.com.br/uploads/2012_01_20_15_26_451.jpg


O Baloiço, Renoir 1877
Fonte: http://4.bp.blogspot.com/-puJ6A0ykAOE/UIQmezQURwI/AAAAAAAAAfM/skftnrC9XBw/s1600/Sem+T%C3%ADtulo.jpg


Sem comentários:

Enviar um comentário