domingo, 6 de abril de 2014

Cézanne e o Cubismo | Gauguin e o Simbolismo

3 -  Abril - 2014
Sumário: Cézanne e o Cubismo | Gauguin e o Simbolismo
.............................................................................................

Cézanne e o Cubismo

Artista oriundo do circulo impressionista, aprendeu com Pissarro a luminosidade do plein air.
Ao deixar Paris fixou-se em Midi, onde cresceu como artista experimentando uma pintura que ia se afastando dos antigos pressupostos de seus companheiros impressionistas.
Cézanne ao longo do seu intensivo estudo da natureza, captou a energia e permanente mudança da natureza, aos impulsos fragmentados do Impressionismo, deixou a critica procurando representar uma visão mais estruturada e sólida da natureza.
A racionalidade e o rigor geométricos foram as formas de expressão para a representação do mundo envolvente, recuperando a forma e a materialidade na pintura.
Os motivos de Cézanne são as figuras, formas, espaço e matéria plástica.
Para Cézanne cada pincelada é calculada e premeditada numa concepção geométrica da natureza, criando assim uma nova linguagem pictórica: o quadro não deve reproduzir a realidade, pelo contrário é a natureza que se deve ajustar às leis da pintura.
"A cor e as formas dos objectos são uma função da harmonia do quadro. A pintura é uma harmonia paralela à natureza. Torna-se independente dela."
Abre-se desta forma pelas mãos de Cézanne, o caminho para a Arte Moderna com a noção de plástica pura.


Auto-retrato, 1879
Fonte: http://1.bp.blogspot.com/_vYCtUIcGHXI/SYF0ZFjllCI/AAAAAAAAB6k/KDxWj-GHCnQ/s400/cezanne_self-portrait.jpg


O rapaz da camisola vermelha, 1890
Fonte: http://rlv.zcache.com.br/menino_em_um_waistcoat_vermelho_por_paul_cezanne_cartao-rb57858aa77984ba88f1b2b8426cd6cdd_xvuat_8byvr_324.jpg


Retrato de um camponês, 1901-1906
Fonte: http://4.bp.blogspot.com/-UXwIWVi5ZXM/T0yiM31SfQI/AAAAAAAAAR4/XQ4MKNE2QLg/s400/retrato+Cezanne.jpg


Os jogadores de cartas, 1890-1895
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9c/Paul_Cézanne_-_Les_Joueurs_de_cartes.jpg


Maças e Laranjas, 1895-1900
Fonte: http://www.quadrosepinturas.com.br/media/catalog/product/cache/1/image/5e06319eda06f020e43594a9c230972d/R/P/RPC.5.00028a.jpg


As banhistas, 1900-1905
Fonte: http://www.google.pt/search?q=o+retrato+de+um+campones+cézanne&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=rJlBU6acNYqL7AaowICACQ&ved=0CAYQ_AUoAQ&biw=1280&bih=669#q=as+banhistas+cézanne&tbm=isch&imgdii=_

Gauguin, a Escola de Pont-Aven e o Simbolismo

Gauguin corrector de bolsa desistiu da carreira para se dedicar à pintura em 1874, quando conheceu os impressionistas, sendo fortemente influênciado por Pissarro.
Participante nas exposições de 1879, 1880 e 1882, e descontente com a pintura da época tão fragmentada e imaterial, foi para Pont-Aven em 1886, atraido pela encantadora cidade na Bretanha.
Viajou até à Martinica em 1887, onde cultivou o gosto pelas culturas exóticas e primitivas. 
Em 1888, regressou a Pont-Aven, onde estabeleceu contacto com Émile Bernard (1868-1941) e Paul Sérusier (1863-1927), ligados mais tarde ao grupo dos Nabis. Fundariam a Escola de Pont-Aven rompendo com o Impressionismo com a critica da diluição do forma, o esbatimento da cor e a sua própria interpretação da natureza.
A Escola de Pont-Aven criou uma linguagem mais simplificada, uma forma mais elementar e uma utilização da cor mais pura.
Apareceu assim a noção de Sintetismo: opostamente ao "divisionismo", procura formas simples e primitivas, acentuando o valor da cor, aplicada em áreas amplas na técnica à plat.
E também, o Cloisonismo: as formas eram delimitadas com linhas negras de grande expressão inspiradas na arte do vitral.
Com estes pressupostos, surge o Simbolismo como tendência, era considerado como uma arte libertadora da imaginação, repleta de significado, metáforas, analogias e enigmas.
Em 1890, Gauguin parte para Arles e visita Van Gogh, seguidamente parte para o Taiti onde se fixou, mas sempre visitando Paris quando necessário. Acaba por morrer nas Ilhas Marquesas.
Gauguin, teve uma vida sempre em busca da essência da natureza, repudiava a Europa "industrial e corrompida", procurando sempre um mundo longe da civilização.
O seu legado foi determinante para as vanguardas do século XX, pois liberta a forma e a cor.


Auto-retrato com auréola, 1889
Fonte:http://2.bp.blogspot.com/_zAtzb_8yQbU/Sp1SvT3ptXI/AAAAAAAAAG4/XnzsUBji744/s400/gaugui11111111111111.jpg


Les Alyscamps, 1888
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/12/Paul_Gauguin_085.jpg


O Cristo amarelo, 1889
Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2007/12/129_2852-Cristo%20Amarelo.JPG


Donde vimos? Quem somos? Para onde vamos?, 1897
Fonte: http://2.bp.blogspot.com/-V7ggPL1lisc/Te0nNwkSF7I/AAAAAAAAChs/1cgKM07vpaE/s1600/Gauguin+-+Quem+somos+e+para+onde+vamos.jpg


Quando te casas?
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/08/Paul_Gauguin_138.jpg

Sem comentários:

Enviar um comentário