sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Naturalismo e a Escola de Barbizon | Realismo em Portugal

6 - Fevereiro - 2014

Sumário:
Naturalismo e a Escola de Barbizon.
O Realismo em Portugal.
.......................................................................................

O Naturalismo e a Escola de Barbizon.

O conceito de Naturalismo prevê a representação fidedigna da natureza, entendendo-a como causa de tudo o que existe.
Esta tendência do Realismo estimula o gosto pela observação e análise da natureza e pelo registo fiel da realidade, ao contrário da tendência social do Realismo que coloca o Homem e as suas problemáticas no centro da questão e no foco de representação, na tendência naturalista a paisagem natural é a protagonista.
Em 1846, um grupo de pintores reuniam-se em Barbizon na floresta de Fontainebleau em contacto directo com natureza e numa total defesa da pintura em plein air.

Théodore Rousseau (1812-1867) foi o percursor do grupo da Escola de Barbizon. 


A floresta de Fontainebleau, 1855
Fonte: http://pt.wahooart.com/Art.nsf/O/8XX9ZV/$File/Pierre-Etienne-Theodore-Rousseau-Edge-of-the-Forest-of-Fontainebleau.JPG

Charles-François Daubigny (1817-1878)


A comporta de Optevoz, 1855
Fonte: http://www.artchive.com/artchive/d/daubigny/floodgate.jpg

Camille Carot (1796-1875) considerado pela critica o paisagista mais relevante desta geração de artistas.
Carot pretendia uma captação eficiente da luz e das qualidades da atmosfera e da matéria. Preocupa-se verdadeiramente com a veracidade da observação.


A Catedral de Chartres, 1830
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/18/Jean-Baptiste-Camille_Corot_-_The_Cathedral_of_Chartres_-_WGA5282.jpg


O atelier, 1870
Fonte: http://www.kunsthalle-karlsruhe.de/uploads/pics/11_Corots-Atelier_03.jpg


Villa d'Avray 1867-1870
Fonte: http://a1reproductions.com/the-pond-from-the-villa-d-avray-1865-by-jean-baptiste-camille-corot.jpg

Realismo na pintura portuguesa

Em 1870, surgem os primeiros sinais de transformação artística, através da influência da cultura francesa. As academias de Belas-Artes de Lisboa e Porto financiavam bolsas para a formação de artistas no estrangeiro principalmente para beberem as influências da cultura francesa, instalando-se em Paris.
Paralelamente, Eça de Queiroz e Ramalho Ortigão converteram-se ao programa ideológico subjacente ao Realismo, apesar de ser insuficiente para influenciarem a pintura portuguesa, a tendência bem aceite em Portugal é a tendência naturalista da Escola de Barbizon que se prolongou no tempo até 1940. 
O Naturalismo foi introduzido em Portugal por Marques de Oliveira (1853-1927) e Silva Porto (1850-1893), foram estagiários em Paris.


Napolitana, 1879. Marques de Oliveira
Fonte: http://1.bp.blogspot.com/_sFi1nIW2HY4/SZ65awRtcAI/AAAAAAAAA0o/ZBpsiC1e7U4/s400/Napolitana.jpeg


Charneca de Belas, 1879. Silva Porto
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/23/Silva_Porto-02.jpg

Apesar de neste período o Impressionismo está a tomar impulso na Europa. estes artistas assimilaram melhor o ideário realista, pois Silva Porto chegou a frequentar Barbizon e em Portugal juntamente com os seus seguidores formou o Grupo do Leão, de onde se destacaram-se:

José Malhoa (1855-1933).


Clara ou torcendo a roupa, 1903
Fonte: http://michelechristine.files.wordpress.com/2012/02/claraoutorcendoaroupa1903_thumb.jpg%3Fw%3D234%26h%3D435


O fado, 1910
Fonte: http://www.jokerartgallery.com/fotos/pin/malhoa/O_Fado_1910.jpg

Henrique Pousão (1859-1884).


Cecilia, 1882
Fonte: http://novaziodaonda.files.wordpress.com/2010/06/henrique-pousao-cecilia-1882-museu-soares-dos-reis-porto.jpg

Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929), é assumidamente anti-modernista.


O Grupo do Leão, 1855
Fonte: http://purl.pt/22529/1/iconografia/fotos/grupo_do_leao_1885_g.jpg

Escultura

Soares dos Reis (1847-1889)


O desterrado, 1872
Fonte: http://3.bp.blogspot.com/-LWkK0fR3ecs/Twl8r0XzDjI/AAAAAAAAFYI/6ARuAudCrz4/s1600/sr-desterrado.jpg

Teixeira Lopes (1866-1942)


Caim, 1889
Fonte: http://www.museusoaresdosreis.pt/Data/ContentImages/escultura_04_3.jpg


A viúva, 1893
Fonte:http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/d5/Teixeira_Lopes,_Ant%C3%B3nio,_A_vi%C3%BAva,_1893,_m%C3%A1rmore_01914.jpg

José Simões de Almeida (1844-1926)


D. Sebastião
Fonte: http://aarteemportugal.blogspot.pt/2010/10/jose-simoes-de-almeida-1844-1926.html

Sem comentários:

Enviar um comentário